14 October 2005

Publicidade graciosa

Novo folhetim no Miniscente
r
r
Em Julho de 2001, saía o meu sétimo romance, O Trevo de Abel. Um número que prometia, embora a aposta comercial acabasse por revelar-se das mais funestas que já conheci em todos os meus livros. Acontece. Não sei se o romance pagou pelo ruído estival, se foi por outros motivos. Pouco importa. Até porque, hoje em dia, um livro é visto pelos editores como um produto que dura uns curtíssimos meses.
Para remar contra essa maré compulsiva e devoradora - mais uma grande utilidade da blogosfera -, decidi agora transformar o texto original de O Trevo de Abel num novo folhetim que farei publicar, aqui ao lado, no Miniscente (basta clicar e pim!)
Ao contrário de folhetins anteriores, este partirá de um texto já fixado e terá a duração certa de 43 dias (uma curta abertura mais 42 capítulos). O romance divide-se em três partes : "O tempo de Adão", "O tempo de Caim" e "O tempo de Abel" e narra, muito sucintamente, a história de um homem aventuroso que vive três vidas.
Fica o convite para todos os obscurantistas e decadentes que connosco convivem diariamente (e obrigado pela publicidade!).

0 Comentários:

Post a Comment

<< Home