15 October 2005

Caído do céu

Soares e Alegre vão passar os próximos meses a tentar desencantar o que dizer. O primeiro para evitar avivar a memória do que foi escrevendo e enunciando nos últimos quatro anos, o segundo para evitar espantar ainda mais a sua fraca caça (que nem já nas reservas abunda, como o próprio muito bem sabe por experiência). Mas agora, eis que a sublime imaginação de Morais Sarmento veio dar a ambos a luz de que tanto careciam. Foi como se tivesse caído do céu. Está tudo aqui nesta entrevista.

0 Comentários:

Post a Comment

<< Home